Sobre ser honesto

Para refletir:

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.”
Senado Federal. Rio de Janeiro, DF
Rui Barbosa.
V. 41, t. 3, 1914. p. 86


Comments

  1. Designe a cada um dos rapazes uma das passagens das escrituras desta licao. Peca a cada rapaz que escreva de uma a quatro palavras que representem o que a passagem ensina sobre honestidade. Convide os rapazes a compartilharem o que escreveram e a expressar seus sentimentos e experiencias sobre ser honesto.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *